O hall de entrada de uma casa. Há uma banqueta de madeira na cor amarela com um vaso em cima. Na parede está escrita a frase: Think outside the box

A sustentabilidade em casa tem ganhado cada vez mais importância. Isso porque a cada dia que passa, os noticiários e pesquisas indicam que nosso planeta está sofrendo com a poluição e o aquecimento global. 

Algumas atitudes do nosso cotidiano ajudam a colocar um freio na degradação ambiental. Sabemos que mudar hábitos é difícil, mas que tal tentar aos poucos e ajudar o planeta e o seu bolso? 

Se topar o desafio, confira a seguir 6 atitudes e hábitos para ter uma casa com sustentabilidade.

Primeiros passos para se ter uma casa sustentável

Se você está se perguntando o que é uma casa sustentável, saiba que não significa viver longe da tecnologia ou do consumo. No entanto, é preciso repensar alguns modos de viver, como adotar o consumo consciente no dia a dia. 

De antemão, é necessário avaliar todos os hábitos que geram resíduos e consomem energia não renovável. Além disso, é preciso ser criterioso com os produtos consumidos, dar preferência aos recicláveis, as embalagens com refil e buscar formas de economizar. 

Primordialmente, ter uma casa sustentável implica em colaborar ou não com o destino do nosso planeta. Claro, esse é um resultado em longo prazo, mas no curto prazo a economia também será visível. Ela vai aparecer nas contas de energia, de água ou do supermercado.

Bons exemplos de sustentabilidade em casa

Vamos sair um pouco da teoria e nos aprofundarmos na prática? Confira a seguir alguns exemplos de sustentabilidade em casa que você pode adotar ainda hoje.

1. Iluminação

A conta de energia é um indicador importante do quanto existe de sustentabilidade em casa realmente. Desse modo, é essencial conhecer algumas ideias que ajudam a poupar o uso de eletricidade. 

Confira a seguir: 

Prefira lâmpadas em led

As lâmpadas de led podem ser um pouco mais caras, mas valem o investimento! Elas chegam a  ser até 80% mais econômicas do que as que utilizam outras tecnologias e sua durabilidade pode chegar até 50 mil horas. Vida útil que dificilmente será alcançada pelas outras lâmpadas.

Aproveite a iluminação natural

Nada mais barato e sustentável que a iluminação natural, certo? Portanto, instale claraboias  e ‘telhados de vidro’, aqueles claros que deixam a luminosidade passar. 

Também, se possível, opte por janelas amplas e que tenham grande extensão em vidro. 

Uma ampla janela com entrada de luz solar. Há uma planta em frente ao vidro.
(Unsplash/Adeolu Eletu)

Economize energia com sensores de presença

Com certeza você já esqueceu a lâmpada acesa! Por mais atenção que tenhamos, isso pode acontecer. Por isso, o sensor de presença pode ser uma ótima pedida. 

Com esse dispositivo será impossível esquecer a lâmpada ligada, pois elas irão acender apenas quando detectar presença. É ideal para corredores e áreas externas da casa.

3.Eletrodomésticos

Casas ecologicamente sustentáveis devem prezar pelo uso de eletrodomésticos econômicos. Desse modo, a solução mais simples é se atentar à etiqueta de eficiência energética na hora de escolher os eletrônicos. 

Assim, quanto mais perto da letra ‘A’ – e mais distante da letra ‘G’, menor será o consumo daquele tipo de aparelho.   

Eletrodomésticos com barras de consumo de classificação de energia do INMETRO. Há máquinas de lavar, geladeira e ar-condicionado em uma foto montagem.
(iStock)

4. Consumo de água consciente

Usar a água de forma consciente e responsável é outro fator que contribui positivamente para sustentabilidade em casa. Pensando nisso, confira cuidados simples para se adotar e ainda economizar água:

Para escovar os dentes

Mantenha sempre a torneira fechada e use-a apenas para enxaguar a boca com um copo. Desse modo, é possível fazer uma economia de até 11,5 litros de água a cada vez que você escovar os dentes (em comparação com quem faz a atividade em 5 minutos com a torneira aberta em todo o período – dados da Sabesp). 

Na hora da faxina

Para limpeza, evite usar a mangueira para despejar água pelo chão. Prefira usar um balde ou mesmo um mop. Desse modo, é possível economizar água e o seu tempo também, pois essas técnicas garantem mais praticidade e fazem parte de uma limpeza sustentável.

Já ouviu falar de faxina a seco? Essa é mais uma bela pedida para quem busca soluções sustentáveis para o dia a dia. Além disso, aprenda a lavar quintal sem gastar muita água

5.Reciclagem

Sempre separe o lixo orgânico do reciclável e lembre-se de não descartar as embalagens que são refil. Além disso, atente-se às cores da coleta seletiva, que são:

  • Vermelho para plásticos;
  • Verde para vidros;
  • Amarelo para metais;
  • Azul para papel e papelão;
  • Cinza para resíduos orgânicos contaminados e não recicláveis (como o lixo do banheiro);
  • Marrom para resíduos orgânicos (como folhas de árvores);
Lixeiras coloridas de coleta reciclável estão em um ambiente externo.
(Unsplash/Pawel Czerwinski)

6. Plantas em casa

Ter plantas em casa pode ser uma alternativa para reduzir o lixo orgânico gerado. Isso porque, é possível usar cascas de frutas, ovos e outros resíduos orgânicos como adubo nos vasos. Ademais, montar uma composteira garante ainda mais eficácia no uso desses materiais.

Pronto! Agora, você já sabe como ter mais sustentabilidade em casa. Adote essas dicas e faça a sua parte no cuidado com o nosso planeta. Veja também mais ideias de como fazer uma limpeza eficiente e de forma sustentável

Pensar no futuro do planeta é uma obrigação de todos. Cuide da sua casa e dele também. 

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Receba nossas novidades

Assine nossa newsletter e receba dicas exclusivas de cuidados e truques dos especialistas Cada Casa Um Caso.