picada de insetos

Tem crianças em casa e se preocupa em como evitar picadas de insetos por aí? A situação ainda pode ser mais grave se os pequenos têm pele sensível porque, nesse caso, as picadas de insetos podem provocar reações como alergias, inchaço e vermelhidão pelo corpo. 

Para evitar que seu filho não sofra com alergia à picada de inseto, conversamos com a Dra. Alexandra Sayuri Watanabe, membro do Departamento Científico de Anafilaxia da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), que explica como perceber, tratar e evitar o problema.  

O que é a alergia à picada de insetos?

Antes de saber como evitar picadas de insetos, vamos entender o que é esse tipo de alergia.  

Segundo a médica, qualquer alergia é sempre uma resposta exagerada do corpo e, no caso dos insetos, essas reações podem ser locais. Nesse sentido, crianças estão mais propícias a ter esse tipo de alergia por conta da maior exposição a áreas em que estão os insetos.  

A médica explica que na área da picada fica uma ferida maior que o comum, inchada, com vermelhidão e pode ter até calor local, além de possíveis reações cutâneas generalizadas. 

“Uma picada pode gerar várias outras reações em outras partes do corpo, podendo ainda ser sistêmicas (reações mais graves, menos frequentes e desenvolvidas devido ao veneno de alguns insetos como abelhas, vespas e formigas)”, conta.  

Quais insetos podem causar alergia depois da picada?

De acordo com a Dra. Alexandra, os insetos hematófagos (mosquitos, pulgas, percevejos) costumam ocasionar reações cutâneas. Já os insetos himenópteros (abelhas, vespas e formigas) podem causar reações sistêmicas graves.  

alergia a picada de inseto
(Envato Elements)

Quais são os sintomas da alergia à picada de inseto? 

Primeiramente, é importante identificar os sintomas, até mesmo para entender se é necessário encaminhar a criança para uma consulta médica. “Quando a reação é grave (sistêmica), sempre procure um especialista!”, orienta a alergista.  

Descubra abaixo quais são os principais sintomas:  

  • reações locais extensas: fica uma lesão maior, quente, inchada, elevada e bem vermelha na pele; 
  • reações cutâneas: aparecem bolinhas vermelhas que coçam bastante em todo corpo;  
  • reações sistêmicas (anafilaxia): pode ter acometimento na pele, inchaços pelo corpo, falta de ar, dores abdominais, desmaio e tontura. 

“Nas reações cutâneas, a recomendação médica é aplicar pomadas/cremes específicos no local ou administrar antialérgicos para evitar que a criança coce a pele, pois isso pode causar uma infecção secundária no local (por bactérias)”, ressalta Dra. Alexandra.  

sintomas da alergia à picada de inseto
(Envato Elements)

 Como se livrar de picada de inseto?

Com certeza, um dos receios de pais e mães é que seus filhos tenham contato com esses bichos incômodos, especialmente se os pequenos sofrem com alergia às picadas. Mas como evitar picadas de insetos? É simples!  

“Depende muito da idade da criança, mas, geralmente, para evitar picadas, são indicados os repelentes. Só tome cuidado para não aplicar demais ou a todo momento na pele da criança. De qualquer modo, siga as recomendações da embalagem”, diz a profissional.  

Dra. Alexandra lembra que, uma outra alternativa, é o uso das roupas repelentes de insetos, que criam uma barreira extra de proteção contra eles.  

Quais produtos aplicar na pele da criança para evitar as picadas?

Uma boa sugestão de como afastar insetos à noite e também durante o dia é adotar o uso de repelentes infantis que oferecem proteção de longa duração, pois é a maneira mais eficaz de evitar que os insetos tenham contato com as crianças.  

A linha SBP® desenvolveu o Baby Loção Repelente, uma loção cosmética feita para bebês a partir de 2 meses, com fórmula suave que conta com Icaridina e manteiga de karité. Além disso, o produto é hipoalergênico, não possui fragrância e protege seu bebê por até 6 horas. 

Para crianças a partir de 6 meses, experimente o SBP® Advanced Kids com proteção de até 5h contra insetos como pernilongos, muriçocas e mosquitos – incluindo o Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya.  

produtos para evitar picada de inseto
(Envato Elements)

Esses e outros produtos da linha SBP® você encontra na página de Cada Casa Um Caso dentro do Amazon. Clique aqui e escolha a versão que mais atende às suas necessidades!   

Como evitar que os insetos entrem dentro de casa?

Anote aí algumas medidas para espantar insetos e diminuir as chances de encontrá-los dentro e fora de casa:  

  • não deixe alimentos expostos nas mesas ou bancadas;  
  • coloque tampas nas latas de lixo;  
  • providência telas de proteção nas portas, janelas e sacadas;  
  • evite acúmulo de água em vasos e potes na área externa;  
  • tampe os ralos da cozinha, banheiro e quintal;  
  • tire a sujeira e gordura das superfícies;   
  • não deixe restos de alimentos na mesa de cabeceira;   
  • feche as portas e janelas para que o produto aja no ambiente;  
  • deixe o ventilador ligado, se possível, a noite toda; 
  • de tempos em tempos, faça dedetização dos ambientes.  

Veja também como combater insetos em casa para que você e sua família fiquem sempre protegidos de germes, bactérias e, consequentemente, da transmissão de doenças.  

Agora que você já sabe tudo sobre como evitar picadas de insetos, é essencial praticar esses hábitos no dia a dia para não se deparar com algum bicho sobrevoando ou rastejando nos ambientes – e, muito menos, tendo contato com seus filhos.  

Continue por aqui para ficar por dentro das novidades em cuidados com a casa, limpeza e organização! Afinal, seu lar merece atenção especial.  

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Receba nossas novidades

Assine nossa newsletter e receba dicas exclusivas de cuidados e truques dos especialistas Cada Casa Um Caso.